Busca:

Análise Técnica: O que é e como desenvolver.


Definição: É um método de avaliação de ativos pela utilização de gráficos, tendo em conta a evolução passada de cotações. O objetivo principal deste tipo de análise é o de prever a evolução futura de cotações, considerando que determinados tipos de comportamentos, movimentos ou padrões se repetem historicamente. images (8)

Trata-se, portanto de um método empírico e não de uma ciência exata, que de forma sistemática e metodológica estuda os comportamentos passados para os aplicar ao futuro.

A análise técnica surgiu no Japão no século XVII, mas começou a ser utilizada e difundida nos mercados em 1895 nos EUA por Charles Dow (fundador do Wallstreet Journal), no início da década de 70 com os avanços informáticos e tecnológicos, teve um grande crescimento e desenvolvimento, sendo atualmente usada e reconhecida mundialmente como um importante e poderoso instrumento de análise.

Existe alguma controvérsia ou rivalidade entre os utilizadores da analise técnica e da analise fundamental, mas caminha-se atualmente para uma complementação entre os dois métodos (e outros como a psicoanálise de mercado, as teorias caóticas, etc)

A Análise Técnica é a análise das cotações históricas tendo em vista prever as evoluções futuras das cotações de um título. A Análise Técnica parte de diversas premissas que passamos a analisar:

a. A cotação de um título desconta tudo: Charles Dow é considerado o pai da Análise Técnica. Por essa razão, muitas das teorias da análise técnica assentam na teoria de Dow. Talvez a mais importante seja a de que o mercado desconta tudo. Na prática, um analista técnico crê que a cotação presente de um título reflete toda a informação que se conhece acerca do mesmo.

b. As variações das cotações não são aleatórias: a maior parte dos analistas técnicos crê que as cotações evoluem segundo tendências. No entanto, os analistas técnicos também concordam que podem existir períodos de tempo em que as cotações podem não seguir qualquer tendência definida. Ainda assim, a preocupação do analista é identificar corretamente a tendência de forma a investir corretamente.

c. O analista preocupa-se com «QUANTO?» e não com o «PORQUÊ?»: o analista técnico não estuda a envolvente fundamental de uma empresa, mas sim o histórico das cotações e da tendência das mesmas. A sua preocupação não é saber porque é que as cotações subiram, mas sim identificar a subida antes que esta ocorra. A análise técnica parte de uma perspectiva generalista até chegar à análise da empresa. Assim, o analista deve iniciar o seu estudo pelo sector de mercado em que a empresa se insere para depois estudar a empresa propriamente dita.

A análise deve partir da análise de longo prazo para depois analisar a evolução de curto prazo quer do sector de atividade quer da empresa propriamente dita. O analista tem basicamente uma ferramenta de análise que são os gráficos quer das cotações históricas quer de indicadores matemáticos calculados com base nos históricos de cotações.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil