Busca:

Dólar cai para R$ 1,75 e acumula perda de 1,90% na semana


Após subir levemente na quinta-feira (19) e oscilar ao redor da estabilidade durante a manhã desta sexta-feira (20), o dólar no mercado local retomou a queda com firmeza à tarde e fechou perto das mínimas e de volta ao patamar de R$ 1,75 – já testado esta semana e que levou o Ministério da Fazenda a alertar sobre possíveis novas medidas cambiais. Vale lembrar que na última vez em que o Banco Central fez leilão de compra de moeda à vista, em 13 de setembro, a cotação no balcão estava no nível de R$ 1,71.

DOL4

A divisa dos Estados Unidos no balcão terminou com queda de 0,45%, a R$ 1,7590 – menor valor desde 11 de novembro, quando ficou em R$ 1,7440. Na BM&F, o dólar pronto encerrou no piso da sessão, em R$ 1,7568 (-0,84%). Na semana, o dólar no balcão acumulou baixa de 1,90%, que ampliou a desvalorização no mês e ano para 5,89%.

A moeda à vista renovou as mínimas na última hora de negócios, acompanhando a volta da Bovespa ao terreno positivo (+0,45%, aos 62.207,44 pontos às 16h39min) simultaneamente aos ganhos do Índice Dow Jones, em Nova Iorque (+0,52%). Às 16h07min, o dólar caiu até 0,57%, para a mínima de R$ 1,7570 no balcão, e -0,84%, para R$ 1,7568 na BM&F.

No mercado futuro, nesse horário, o dólar fevereiro de 2012 também estava no piso intradia de R$ 1,7615, baixa de 0,56%. Às 16h55min, este vencimento de dólar caía 0,42%, a R$ 1,7640, com giro financeiro de US$ 10,8 bilhões – metade do volume movimentado na véspera.

Os investidores nesses mercados estão em compasso de espera por um possível acordo no curtíssimo prazo entre o governo da Grécia, os credores privados e a Troica (FMI, Comissão Europeia e BCE) sobre a reestruturação da dívida do país.

Enquanto aguardam um desfecho conclusivo dessas negociações, alguns players que compraram dólares mais cedo zeraram essas posições, em operações de day trade, expressando confiança no avanço das discussões na Grécia, explicou o gerente da mesa de derivativos de uma corretora. Esse movimento num dia de liquidez pequena, segundo ele, potencializa o recuo do dólar.

O giro financeiro encolheu nesta sexta-feira porque o fluxo comercial diminuiu em razão do feriado de São Sebastião, no Rio de Janeiro, que motivou a ausência de traders importantes, como o Banco do Brasil, Petrobras e Vale, que respondem por fatia significativa das operações de comércio exterior, disse a mesma fonte.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil