Busca:

Dólar comercial recua 0,44% em dia de poucas referências e fecha a R$ 1,584


O dólar comercial fechou a R$ 1,584 na venda nessa quarta-feira (17), recuo de 0,44%, em uma sessão marcada pela flutuação dos investimentos de maior risco. Indicadores econômicos norte-americanos e nacionais, bem como as intervenções brasileiras e suíças no mercado de câmbio, colaboraram para a formação da cotação da moeda dos EUA frente ao real.

emprestimo6

Já o dólar Ptax, que referencia os contratos futuros na BM&F Bovespa, fechou cotado a R$ 1,583 na venda, queda de 0,55% frente ao último fechamento.

Além disso, o Banco Central voltou a realizou um leilãos para compra de dólares no mercado à vista. A operação ocorreu entre as 15h54 (horário de Brasília) às 15h59, com taxa de corte de R$ 1,5848. A autoridade monetária também divulgou nesta quarta-feira que, na semana entre os dias 8 e 12 de agosto, adquiriu US$ 1,189 bilhão por meio desses leilões. Com isso, as reservas internacionais chegam a US$ 351,084 bilhões.

Outra influência nacional foi o fluxo cambial da segunda semana de agosto, finalizado na última sexta-feira (12), que registraram saldo positivo de US$ 7,576 bilhões.

Referências internacionais

Nos Estados Unidos, destaque para a divulgação do PPI (Producer Price Index) índice de preços no atacado, ou seja, preços cobrados pelos produtores. O indicador registrou alta de 0,2% durante o período, frente às expectativas do mercado de estabilidade, enquanto em junho, o registrado foi de -0,4%.

Contudo, o mercado assistiu a continuidade da intervenção suíça no câmbio, em tentativa de conter a apreciação da sua moeda frente ao dólar, em movimento similar ao Banco Central brasileiro. Nessa sessão, o governo do país anunciou a ampliação da injeção de capital no mercado aberto, com tal intuito. A moeda é tida como uma das mais seguras em momentos de crise, e os recentes movimentos dela frente ao dólar os levou a bater recordes de cotação frente a divisa norte-americana recentemente.

Dólar comercial e futuro

O dólar comercial fechou cotado a R$ 1,5820 na compra e R$ 1,5840 na venda, baixa de 0,44% em relação ao fechamento anterior. Apesar desta queda, o dólar acumula valorização de 2,06% em agosto, frente à baixa de 0,64% registrada no mês passado. No ano a desvalorização acumulada da moeda norte-americana já chega a 4,93%.

Na BM&F, o contrato futuro com vencimento em setembro encerrou o dia cotado a R$ 1,591, baixa de 0,44% em relação ao fechamento de R$ 1,598 da última terça-feira. O contrato com vencimento em outubro, por sua vez, fechou em baixa de 0,74%, atingindo R$ 1,602 frente à R$ 1,614 do fechamento de ontem.

O dólar pronto, que é a referência para a moeda norte-americana na BM&F Bovespa, registrava R$ 1,5847000.

FRA de cupom cambial

Por fim, o FRA de cupom cambial, Forward Rate Agreement, referência para o juro em dólar no Brasil, fechou a 2,75 para outubro de 2011, 0,35 ponto percentual acima do que foi registrado na sessão anterior.

Post Relacionados

1 Comentário

RSS de comentários.

  1. […] o fechamento da semana passada. Trata-se da quinta sessão consecutiva em que as cotações da divisa americana encerram mais […]

    Pingback por Dólar a R$ 1,764 no seu 5º dia de baixa — 31 de outubro de 2011 #

Comentários encerrados

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil