Busca:

Dólar em queda expressiva e fecha em R$ 1,557


O dia foi de queda na moeda norte-americana, após indicar cotação máxima de R$1,570, a divisa fechou cotada a R$1,557 para venda, desvalorização de 0,83%. O euro, por sua vez, subia 0,14%, ante o dólar, a US$ 1,4347.

DEUDA PUBLICA

Os agentes comentam que o avanço no preço das commodities também reflete sobre o mercado de câmbio, pois o país obtém mais dólares com as exportações. Há pouco, o Índice CRB, que mede o desempenho das commodities, subia 6%, aos 346,27 pontos.

O Banco Central (BC) realizou dois leilões de compra de dólares no mercado à vista. Durante o dia, o BC informou que a Ptax (média oficial do dólar no dia) fechou a R$ 1,5573 na compra e a R$ 1,5581 na venda, com desvalorização de 0,52% frente ao encerramento anterior (R$1,5662).

No mercado futuro da BM&FBovespa, os contratos para agosto de 2011 registraram queda de 0,82%, a R$ 1,565, após 337,5 mil operações e giro de R$26,4 bilhões. O giro no interbancário ficou em torno de US$2 bilhões.

Sidnei Moura Nehme, diretor-executivo da NGO comenta que no câmbio perdura a forte especulação por parte dos "hedge funds" no mercado de derivativos, com posições vendidas líquidas acima de US$ 23,0 bilhões, mas já se deparando com baixa liquidez, tem mantido este posicionamento praticamente inalterado desde o dia 2 deste mês.

Nehme lembra que o ministro da Fazenda, Guido Mantega realizou nova investida com anúncios de possíveis normativos para interferir no câmbio, não levada muito a sério, mas de toda forma poderia vir com uma redução mais forte por parte do BC das posições vendidas dos bancos no mercado a vista, o que causaria reflexos no mercado de derivativos, mas ao que tudo indica não será desta vez.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil