Busca:

Dólar fecha novamente em alta, cotado a R$ 1,82


Em mais um dia sem a atuação do Banco Central, o dólar fechou em leve alta ante o real nesta quinta-feira, cotado a R$ 1,8222 na venda, com uma alta de 0.09%. A moeda diminuiu ganhos apenas perto do fechamento da sessão, oscilando entre a mínima de R$ 1,8195 e a máxima de R$ 1,8326.

DOL6“O que mais afetou a moeda hoje foi a dinâmica do mercado externo, com do dólar mais forte e uma maior aversão ao risco“, disse um analista de mercado, que preferiu não ser identificado.

O mercado também continua operando na expectativa de mais medidas em relação ao câmbio por parte do governo, após declarações do ministro da Fazenda, Guido Mantega, e em dúvida sobre quando o Banco Central deve voltar a atuar com leilões de câmbio.

O dólar também teve variações positivas na comparação com outras moedas, com alta de 0,05% em relação a uma cesta de moedas. Ao mesmo tempo, o euro apresentava queda de 0,16% ante o dólar.

“O real não pode se valorizar, senão as mercadorias brasileiras ficam mais caras. O governo tranquilizou os empresários porque continuaremos a fazer políticas de intervenção no câmbio. Isso é um compromisso do governo”, afirmou Mantega após participar de encontro da presidente Dilma Rousseff com empresários no Palácio do Planato.

Entre os dados que trouxeram preocupações, estão os da China, que mostraram que o impulso econômico da país desacelerou em março na medida em que a atividade fabril encolheu pelo quinto mês consecutivo, deixando os investidores preocupados com os riscos para o crescimento global.

A economia da zona do euro também registrou uma inesperada piora em março, afetada pela forte queda na atividades industrial da França e da Alemanha, mostraram pesquisas nesta quinta-feira.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil