Busca:

Dólar vira no final do dia e fecha com leve queda de 0,04%, a R$ 1,8272


Após operar em alta durante quase todo o intraday, o dólar comercial perdeu forças no final do dia e reverteu para o campo negativo durante a última hora de negociação. Com isso, a moeda terminou esta quinta-feira (29) cotada na venda a R$ 1,8272, leve queda de 0,04%, interrompendo uma sequência de três altas.

DOL10

O movimento da divisa contraria o forte mau humor que mais uma vez deu o tom no mercado – considerado um investimento seguro, o dólar ganha mais atratividade em momentos de maior aversão ao risco. Nesta quinta, os investidores digeriram as declarações pessimistas da agência S&P sobre a Grécia. Já nos EUA, enquanto o PIB (Produto Interno Bruto) veio dentro do esperado no quarto trimestre de 2011, o Initial Claims decepcionou ao apontar 359 mil novos pedidos auxílio-desemprego na última semana, contra expectativa de 350 mil.

Por aqui, o Banco Central publicou o Relatório Trimestral de Inflação, no qual a perspectiva de redução de inflação para 2012 foi de 4,4%. A projeção para 2013, no entanto, apontou para um maior avanço nos preços em relação ao relatório anterior. Outro indicador de inflação apresentado foi o IGP-M (Índice Geral de Preços Mercado), divulgado pela FGV (Fundação Getulio Vargas), que apontou alta de 0,43% em março.

Dólar comercial, futuro e Ptax

O dólar comercial fechou cotado a R$ 1,8257 na compra e R$ 1,8272 na venda, leve baixa de 0,04% em relação ao fechamento anterior. Apesar desta queda, o dólar acumula valorização de 6,23% em março, frente à baixa de 1,55% registrada no mês passado. No ano, a desvalorização acumulada da moeda norte-americana já chega a 2,21%.

Na BM&F, o contrato futuro com vencimento em abril segue o dia cotado a R$ 1,825, baixa em relação ao fechamento de R$ 1,827 da última quarta-feira. O contrato com vencimento em maio também caiu, atingindo R$ 1,837 frente à cotação de R$ 1,840 do fechamento anterior.

O dólar Ptax, que referencia os contratos futuros na BM&FBovespa fechou a R$ 1,8334, alta de 0,61%.

Dólar pronto e FRA de Cupom

O dólar pronto, que é a referência para a moeda norte-americana na BM&F Bovespa, registrava R$ 1,82660.

Por fim, o FRA de cupom cambial, Forward Rate Agreement, referência para o juro em dólar no Brasil, opera a 0,80 para junho de 2012.

Post Relacionados

1 Comentário

RSS de comentários. TrackBack URI

  1. […] as hipóteses da cotação do dólar em R$1,85 e da taxa Selic em 11,5% ao ano. Nesse cenário, a projeção para a inflação de 2011 se elevou em relação ao valor considerado na reunião do Copom de outubro e se encontra acima do […]

    Pingback por Ata do Copom reforça que inflação deve ficar próximo do centro da meta em 2012 — 16 de junho de 2012 #

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil