Busca:

Dólar cai pelo sexto dia consecutivo


Em sua sexta sessão consecutiva de queda, o dólar comercial encerrou esta terça-feira (11) com desvalorização de 0,26%, cotado na venda a R$ 1,7595. Assim, a moeda iguala sua maior sequência de quedas desde julho deste ano, quando ela caiu entre os dias 19 e 26. Nos últimos seis dias, a divisa acumula depreciação de 7,0%.

A melhora no bom humor do mercado nos últimos dias contribui para que os investidores voltem a buscar por opções mais arriscadas de investimentos no mercado, abrindo mão de ativos com caráter mais conservador, como é o caso do dólar. Vale lembrar que a moeda norte-americana vem de um momento de forte valorização no curto prazo, tendo avançado 18,11% no mês de setembro, sua maior alta mensal desde setembro de 2002.

Nesta terça, a expectativa sobre a votação no parlamento da Eslováquia sobre o pacote de reformas que pretende adaptar EFSF (Fundo de Estabilidade Financeira Europeu) às demandas da crise na região manteve os investidores atentos. A decisão, no entanto, foi rejeitada no final do dia. Vale mencionar que a decisão eslovaca era última das 17 votações parlamentares na Zona do Euro exigidas para alterações no fundo.

Ainda na Europa, novos cortes de ratings foram anunciados. Dessa vez o alvo do rebaixamento foram os bancos espanhois, que tiveram suas notas reduzidas tanto pela Standard & Poor's quanto pela Fitch Ratings.

Agenda doméstica

Na agenda doméstica, a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) divulgou o IPC- Fipe (Índice de Preços ao Consumidor) da primeira semana de outubro, que marcou inflação de 0,23%. Além disso, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostrou que as vendas do varejo mostraram em agosto seu primeiro recuo na passagem mensal desde abril.

Dólar comercial, futuro e Ptax

O dólar comercial fechou cotado a R$ 1,7580 na compra e R$ 1,7595 na venda, baixa de 0,26% em relação ao fechamento anterior. Com esta queda, o dólar acumula desvalorização de 6,48% em outubro, frente à baixa de 18,11% registrada no mês passado. No ano a valorização acumulada da moeda norte-americana já chega a 5,60%.

Na BM&F, o contrato futuro com vencimento em novembro  encerrou o dia cotado a R$ 1,769, baixa em relação ao fechamento de R$ 1,778 da última segunda-feira. O contrato com vencimento em dezembro, por sua vez, fechou em baixa, atingindo R$ 1,780 frente à R$ 1,784 do fechamento de segunda-feira.

Já o dólar Ptax, que referencia os contratos futuros na BM&F Bovespa, fechou cotado a R$ 1,7658 na venda.

O dólar pronto, que é a referência para a moeda norte-americana na BM&F Bovespa, registrava R$ 1,7630000.

FRA de cupom cambial

Por fim, o FRA de cupom cambial, Forward Rate Agreement, referência para o juro em dólar no Brasil, fechou a 2,59 para dezembro de 2011, 0,11 ponto percentual abaixo em relação ao que foi registrado na sessão anterior.

Post Relacionados

2 Comentários

RSS de comentários.

  1. […] semana, a queda do dólar comercial foi de 2,32% e, em outubro, de 8,08%. Esta é a menor cotação da moeda em um mês – no dia 15 de setembro, a moeda fechou cotada a R$ […]

    Pingback por Dólar marca menor cotação em um mês — 1 de novembro de 2011 #

  2. […] moeda americana registrou valorização nesta quinta-feira (20/10), embalada pelas incertezas que rondam o encontro […]

    Pingback por Dólar avança 0,8% perante cenário de indefinição na Europa — 1 de novembro de 2011 #

Comentários encerrados

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil