Busca:

Investidores decidem apostar no Real.


Devido a crise mundial, a Europa viu desvalorizada sua moeda causa dos problemas que tem por causa da recentemente falida Grécia e os prognósticos nada bons que se projetam para Espanha e Portugal.

Mas, sempre há negócios, seja com crise ou sem ela, e é por isso que grandes fundos de hedge estão apostando agora nessa grande desvalorização do Euro, comprando agora a divisa bem barata, para depois que o pessoal ajeitar o corpo e o preço voltar a subir, vender as divisas que eles tem, obtendo com isto um lucro absurdo.

Mas não todos são especuladores, e é assim que tem analistas de mercados de vários paises importantes que estão recomendando aumentar as suas posições em ativos cuja denominação seja o Real brasileiro.

Causa de esta recomendação e do aumento da procura de ativos financeiros em reais, e que o preço da divisa foi puxado para cima, se valorizando por cima do dólar, chegando a custar no dia de hoje aproximadamente R$ 1,782 por unidade da divisa americana.

E tivemos sorte, porque a aposta por parte de estrangeiros na moeda local, se deu este ano, que não tem nada de extraordinário economicamente para se destacar.

Alias, o desempenho e quase igual ao do ano passado, so um pouquinho superior, só que o Brasil não contava com a crise na Europa que agora já e um fato consumado.

A meta de superávit primário de 3,3% proposta nos planos do governo esta em duvida de ser cumprida, vendo como o governo continua gastando demais.

A inflação ameaça descolar da meta de 4,5%, e ae ficam estressados os donos de contas correntes, que preferem enviar elas no exterior. Se teme que o volume possa ate ser maior que o do ano 1947.

Então, observando o anterior, podemos cogitar a hipótese que o investidor não vem para o Brasil porque e um paraíso, senão que vem devido ao desolador panorama econômico das grandes potencias e a incerteza do que possa acontecer com elas no curto prazo, nem se fale no longo…

Para superar a crise, o mercado financeiro teve aceso a uma cifra louca de recursos, uns 9,5 trilhões de dólares para salvar os bancos.

Bem rápida foi a medida de jogar os papeis moeda na rua para quem quiser pegar, mas o enrolo agora e para se sair dessa sem causar uma quebra mundial de uma dezena de países.

Sair não e fácil para as economias que mais sofreram da crise, porque o consumo continúa bem fraco, o desemprego ainda cresce e o setor produtivo se mantém prostrado.

Ainda bem para o Brasil, que venham então os investidores!, Mas… Neste mundo sem bandeira e sem fronteira, os problemas dos vizinhos sempre acabam sendo nossos próprios problemas e não podemos especular com crescer baseados no mau momento de outros.

O crescimento deve ser firme e forte, sem se apoiar na desgraça alheia.

Post Relacionados

2 Comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

  1. […] intervenções sujas como as que pratica China sobre o tipo de cambio o mercado sempre vai ficar andando e […]

    Pingback por Ministro da Fazenda do Brasil, critica o tipo de cambio administrado. — 29 de Abril de 2011 #

  2. […] uma semana, o prognóstico dos analistas financeiros consultados pelo BC era de que o câmbio encerrasse 2012 em R$ 1,77. Há um mês, a cotação […]

    Pingback por Mercado prevê dólar a R$ 1,78 no fim do ano — 15 de junho de 2012 #

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil