Busca:

Moeda Peso Argentino


O Peso argentino é a moeda da Argentina e representa-se com o símbolo local “$”; é uma das moedas mais fortes da América do Sul.
Em 1992, através da Lei de Conversibilidade, começa a circular com o valor do dólar norte-americano na proporção de 1 a 1. A dolarização da moeda foi anulada no final de 2001, após de uma grande crise econômica e desvalorização que deixou a cotação a quase 4 pesos por dólar norte-americano.

Historicamente, desde 1881, o peso é a moeda corrente da Argentina estabelecido com um sistema monetário unificado no país. O peso foi denominado moeda nacional até 1969 quando, devido à inflação o governo deveu introduzir uma nova estratégia econômica com a nova simbologia da moeda que muda de Peso para Peso Lei 18.188.

O “peso Lei”, como foi popularmente conhecido na época, entrou em circulação em 1970 e sofreu uma elevada inflação no mercado. Em 1982 chegou-se a emitir uma nota de um milhão de “pesos lei”.

Em 1983, devido à instabilidade econômica, realiza-se novamente uma reforma na unidade monetária e é criado o Peso argentino com o objetivo de combater a inflação; mas só estive em vigência até 1985 quando a unidade monetária é modificada novamente e da origem ao Austral, moeda que fica estável até 1989. Nessa época se produz uma das maiores crises econômicas no país registrando-se hiperinflação no mercado até 1991. Em 1992 começa circular o Peso Conversível (1 peso era equivalente a 10 mil australes) com igual valor ao do dólar norte-americano. Em 2002, a Lei N° 25.561, de Emergência Pública e Reforma do Regime Cambiário dispus suprimir o vocábulo “conversíveis de curso legal” das notas da linha Peso.

Encontram-se em circulação moedas de 5, 10, 25, 50 centavos e de 1 peso e notas de 2, 5, 10, 20, 50, e 100 pesos. O Banco Central da República Argentina (BCRA) é o organismo que emite as moedas, encarregado do sistema financeiro e a política monetária do país.

Convertidor de monedas – por Forex Pros.es

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários.

Comentários encerrados

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil