Busca:

Origens do Mercado Cambial


Conferência de Bretton Woods

Um marco Histórico precursor do inicio da intensificação das operações cambiais no Mundo… Em resumo: Um acordo que estabeleceu as taxas de câmbio fixas para as moedas mais importantes, possibilitou a intervenção dos bancos centrais nos mercados cambiais, e fixou o preço do ouro em 35 USD por onça. O acordo vigorou até 1971. images

A Conferência de Bretton Woods realizada no período de 01 a 22 de julho em 1944, onde 730 delegados representantes de 44 países do mundo (o Brasil também esteve representado).

Membros da Aliança das Nações Unidas reuniram-se no Hotel Mount Washington em Bretton Woods, New Hampshire, nos EUA para desenvolver uma nova ordem econômica Mundial, criando regras monetárias e instituições formais (Fundo Monetário Internacional (FMI), o Banco Mundial (BIRD) e o extinto GATT, embrião da atual Organização Mundial do Comercio (OMC)) que viessem a corrigir as limitações dos sistemas então vigentes através de um engenhoso Sistema Monetário Internacional redesenhado.

 

Destacaram-se duas personalidades: Harry Dexter White (Secretário Assistente do Depto. do Tesouro dos EUA) e o Lord Keynes, famoso economista representando os interesses da Grã-Bretanha.

Houve muitos debates centralizados em duas propostas: a Britânica por Keynes e a dos EUA por Dexter, sempre pairados por grande temor quanto às conseqüências do pós-guerra onde a depressão dos anos 30 poderia a qualquer momento se fazer presente como novo fato. Em fim a proposta vencedora foi a Americana, impondo ao mundo um novo Sistema Financeiro onde se instituiu a paridade entre o dólar Americano e o ouro.

Em 1967, um banco de Chicago não concedeu a um maestro universitário chamado Milton Friedman um empréstimo em Libras esterlinas porque tinha intenções de utilizar os fundos para causar uma escassez da moeda inglesa no mercado.

Friedman havia dado conta que a libra esterlina tinha um preço demasiado alto em comparação ao Dólar, e queria vender a moeda e logo depois que o preço volta-se a diminuir, voltaria a comprar para reembolsar o banco, aproveitando assim de um rápido ganho. A recusa do banco em outorgar o empréstimo se deu ao Convenio de Bretton Woods, estabelecido vinte anos antes onde determinava o preço das moedas nacionais frente ao dólar estabelecendo uma taxa de 35 USD por onça de ouro.

O acordo de Bretton Woods tinha como objetivo instalar uma estabilidade para o sistema monetário internacional e evitar uma fuga de dinheiro entre as nações e também restringir a especulação entre as moedas mundiais.

Antes do convenio o sistema baseado no cambio do ouro dominava e prevalecia entre 1876 e a Primeira Guerra Mundial frente ao sistema econômico internacional.

Desativado o sistema as moedas ganharam uma nova fase de estabilidade depois de permanecer algum tempo atreladas ao ouro abolindo a antiqüíssima pratica de baixar arbitrariamente o valor do dinheiro provocando inflação.

Havia muitas falhas no controle com base no ouro e à medida que uma economia se fortalecia, esta importava demasiadamente do exterior ate esgotar suas reservas de ouro requeridas para respaldar o seu dinheiro.

Como resultado a massa monetária reduzia-se e as taxas de juros elevavam-se e a atividade econômica diminuía a ponto de chegar a recessão. Em longo prazo os preços das mercadorias haviam chegado a um ponto muito baixo sendo atrativas a outras nações que se precipitavam a comprar de forma desenfreada o que intentava o fortalecimento da economia através do ouro ate que aumentasse sua massa monetária, baixando as taxas de juros voltando a criar riqueza na economia do país especulador.

Após a Primeira Guerra Mundial celebrou-se o Convenio de Bretton Woods, no qual os países participantes acordaram em manter o valor de suas moedas com uma margem estreita em comparação ao Dólar e uma taxa do Ouro correspondente conforme necessário. E foi proibido aos países desvalorizar suas moedas em benefício de seu próprio comércio salvo em caso de valores menores a 10%.

Na década de 50 o volume do comercio internacional em constante expansão produziu movimentos massivos de capital gerados pela reconstrução pós-guerra. Isso desestabilizou os tipos de cambio exatamente conforme se havia estabelecido em Bretton Woods.

Post Relacionados

Sem comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil