Busca:

Os mercados de divisas se consolidam em jornada pouco movimentada


Os mercados de divisas se consolidam na estreita operação pelo dia festivo, aguardando o informe de trabalho dos EEUU.

E muito provável que os mercados de divisas continuem se consolidando nas horas européias após de uma jornada tranqüila na ásia, mesmo que a estreita liquidez no redor do dia festivo de sexta-feira santa pode aumentar a volatilidade já que os operadores se aprestam a receber o informe publicado sobre a criação de emprego não agrícola nos Estados Unidos.

Acontecimentos importantes durante o dia:

A libra esterlina e o dólar canadense lideram a correção das divisas representativas para um nível menor perante o USD.

A base monetária japonesa cresce com o ritmo mais lento dos últimos 15 meses, reforçando a deflação

A libra esterlina e o dólar canadense foram as únicas divisas com movimentos significativos na operação asiática, flutuando 0,3% até um nível menor entanto que os preços se apuravam depois do desempenho excelente perante o Dólar dos EEUU na operação de Nova Iorque. O Euro também manteve um caminho descendente se deslizando 0,2% perante o dólar.

Os mercados de divisas se consolidaram em espaços estreitos durante as horas da Ásia, já que os operadores se reforçaram para a publicação próxima do informe de criação de emprego não agrícola nos EEUU. Os resultados já estão prontos para ser publicados entanto que a operação esta fechada pelo dia festivo de sexta-feira santa e os operadores estão ajustando suas posições para o cenário mais provável nas 48 horas até o fim da jornada de operação nos EEUU, com os ativos de risco num nível bem mais amplo no meio das expectativas com relação em que a economia de maior tamanho do mundo criará 184.000 empregos durante março, o maior incremento em três anos.

A base monetária japonesa cresceu 2,1% no ano até março, o incremento anual mais lento em 15 meses, sugerindo que a deflação vai se manter como um problema de longa data para a segunda economia de maior tamanho do mundo e reforçando a postura “extremadamente flexível” na regulação monetária do Banco de Japão que evidenciou aos reguladores duplicando o programa de colocação bancaria da entidade até JPY $ 20 mil bilhões no mês passado.

O calendário econômico e essencialmente insignificante nas horas da Europa, sugerindo que a consolidação vai continuar até que seja publicado o informe de trabalho nos EEUU posteriormente a jornada de hoje.

As transações representativas estarão paradas pelo festivo de sexta-feira santa, apontando condições estreitas de liquidez que aumentaram a volatilidade e empurraram os custos de transação no mercado forex de caminho ao fim de jornada de operação.

Post Relacionados

1 Comentário

RSS de comentários. TrackBack URI

  1. […] 1,779 na venda, desvalorização de 0,22%. Perto do fechamento, subia 0,22%, a R$ 1,787. Ontem, a moeda norte-americana recuou 0,88%, pela terceira sessão […]

    Pingback por Bovespa sobe mais de 1% e mira os 69 mil pontos; dólar recua — 29 de abril de 2011 #

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil