Busca:

Real se aprecia e a bolsa apresenta sua máxima cotação em 22 meses.


A Bolsa de Brasil subiu esta quinta-feira, na linha com o otimismo de Wall Street e por novos sinais de recuperação dos Estados Unidos e alcançou seu máximo de 22 meses entanto que a moeda, o real, se fortaleceu.

O índice referencial da Bolsa de Valores de São Paulo, o Bovespa, pulou um 1,09% até os 71.136,34 pontos, aumentando os ganhos de 0,59% da quarta-feira e alcançando seu máximo nível desde o 5 de junho de 2008.

O crescimento da atividade fabril nos Estados Unidos em março, no seu maio ritmo em cinco anos e a queda das novas solicitudes de subsídios por desemprego na semana passada, alentaram as esperanças de que o país se encaminhe para uma recuperação sustentável.

 

Os principais índices de Wall Street subiram entre um 0,19% e 0,74%, entanto que o índice paneuropéio FTSEurofirst 300 ganhou 1,43%

No nível doméstico, a visão otimista da economia foi corroborada pela notícia de que a produção industrial de Brasil cresceu um 1,5% em fevereiro, sobre a media das previsões dos analistas. As vendas de automóveis alcançaram um novo recorde mensal.

A produção industrial foi um número surpreendente; coloca o pais na rota da expansão forte.

Na praça local, as ações da gigante mineira Vale subiram um 0,81% até 49,95 reais, entanto que as da petroleira estatal Petrobrás pularam um 1,02% até os 35,75 reais.

Os papeis dos setores siderúrgico e financeiro também potenciaram o índice, na liderança a siderúrgica Gerdau, que pulou um 3,53% e os do Banco Bradesco, que subiram um 1,16%.

Entre os papeis que mais ganharam, se destacaram os das construtoras Rossi Residencial e Cyrela, que alcançaram um 4,68% e 3,61% respectivamente.

Hoje no Bovespa, foi o dia de estréia das ações da Ecorodovías Infra-estrutura e Logística, que fecharam estáveis em 9,50 reais.

O real entanto se apreciou um 0,67% na linha do otimismo externo perante a recuperação econômica mundial, num pregão de pouca volatilidade pela proximidade do feriado de Semana Santa.

O real fechou em 1,767/1,769 reais por dólar no mercado interbancário, aumentando sua alta de 0,78% da quarta-feira.

Post Relacionados

2 Comentários

RSS de comentários. TrackBack URI

  1. […] pressionada pela baixa confiança do consumidor estadounidense entanto que a moeda local se fortaleceu, ao invés do dólar que continuou se […]

    Pingback por Bolsa de Brasil cai por baixa confiança do consumidor dos USA, real se valoriza, dólar cai. — 28 de outubro de 2011 #

  2. […] praça local, as ações da gigante mineira Vale ganharam um 0,02% entanto que as da Petroleira estatal Petrobrás perdem […]

    Pingback por O real firme, forte e com boas perspectivas — 29 de outubro de 2011 #

Deixe um comentário

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Condiciones de uso de los contenidos | Responsabilidad

| Canal Brasil